Ação Social

A ação social é estratégica para o cumprimento do que preceitua a Missão Institucional da EMATER/RS-ASCAR que é: promover o Desenvolvimento Rural Sustentável, através do fortalecimento da agricultura familiar e dos demais povos que vivem neste espaço como indígenas, quilombolas, pescadores, assentados e reassentados da reforma agrária, de forma a contribuir para a qualidade de vida no meio rural, que garanta a sucessão familiar segura. Para atender os desafios postos, se faz necessário o vigoroso enfretamento, através da uma assistência técnica e extensão rural com abordagem social.

A EMATER/RS-ASCAR é ciente das inúmeras adversidades que se configura na vulnerabilidade destes públicos, para conquistar o êxito do que se propõe, tem que considera-las no atendimento que realiza as pessoas, famílias e comunidades rurais, bem como de que forma estão sujeitas, suas potencialidades e limitações.

Entre elas figuram a extrema pobreza, a falta de documentação civil, as distâncias dificultantes, precariedade do acesso a terra e aos bens necessários para nela produzir e se estabelecer, empecilhos para o escoamento do pouco que produzem, ocasionado pela falta de acessos viários adequados e de infraestrutura, como transporte e o armazenamento, obstáculos ao acesso às informações e a execução de políticas públicas pertinentes, inexistência e/ou fragilidades em suas organizações representativas, ausência ou precariedade dos equipamentos sociais, exposição às adversidades climáticas e ambientais, bem como ao uso de agroquímicos, aos fortes impactos do trabalho sob sua saúde, as desigualdades de gênero, raça e etnia, os requeridos burocráticos para a conquista da legalidade na comercialização formal de seus produtos, são algumas das situações com que a ação extensionista se depara no seu cotidiano de trabalho.

É fundamental, ainda, a capacidade de orquestrar o apoio e articulação interinstitucional, à busca de acesso a outras políticas de direitos, que se relacionam com a estruturação destas pessoas e comunidades.

É através desta capacidade gestora, que a EMATER/RS-ASCAR, contribui para as condições favoráveis ao desenvolvimento social, produtivo, econômico e para a estruturação das famílias e comunidades vivendo neste espaço. Sua atuação se dá de forma compartilhada, construída entre diversas instituições, entidades representativas, com as famílias e comunidades diretamente envolvidas. Toda ação desenvolvida se dá de forma planejada, continuada e é exercida gratuitamente às famílias assistidas.

Atua, portanto, executando um amplo espectro de políticas públicas, entre elas destacam-se as de inclusão social e produtiva, transferência de renda, que visam o enfrentamento à pobreza e promoção da geração de renda para estas famílias.

Promove a Segurança Alimentar e Nutricional através do estímulo da produção para o auto sustento e diversificação de cultivos, preferencialmente agroecológicos. Desenvolve, a par disto, ações de educação alimentar para o consumo de alimentos adequados e saudáveis. Articula e coordena a captação e distribuição de sementes e mudas de olerícolas, e frutíferas a fim de apoiar concretamente e diretamente estas ações. Complementarmente, articula possibilidades de mercado para comercialização dos excedentes, com foco principal às feiras locais e compras para o Programa de Aquisição de Alimentos-PAA e Programa Nacional de Alimentação do Escolar - PNAE, dando prioridade para inclusão dos públicos historicamente alijados dos espaços de comercialização.

Anima processos educativos e participativos com parcerias e organizações sociais locais, abordando as temáticas de acesso a políticas públicas e garantia de direitos, promoção da igualdade de Gênero, Raça, Etnia, Gerações ( em especial Idosos e Jovens Rurais), promoção e apoio à Sucessão Familiar, valorização da cultura local, promoção da Saúde e estímulo a utilização e ao cultivo de Plantas Bioativas, ações de Educação Ambiental, geração de renda complementar através do Turismo rural e Artesanato. Em mais de 380 Municípios com a parceria das Secretarias e Conselhos Municipais de Assistência Social desenvolve programas de assessoramento e garantia de Direitos para estes públicos.

Por fim, a Instituição é ciente de que a participação em espaços de consulta pública e de representação social é fundamental para a qualificação das políticas públicas, seu acompanhamento e monitoramento, portanto, participa de forma atuante em 465 Conselhos, Fóruns, Comitês e outras instâncias de participação social.

Este complexo espectro de ações compõem uma destacada atuação extensionista de assessoramento às pessoas, famílias e suas organizações locais, bem como a promoção e divulgação da garantia de direitos no espaço rural.