Emater de A a Z

Regionais

Regional - Porto Alegre

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
Endereço: Rua Botafogo, 1051 2º andar
E-mail: portoalegre@emater.tche.br
Fone: (51) 2125-3144
CEP: 90150-053
FAX: (51) 2125-3143

 A Região de atuação do Escritório Regional de Porto Alegre da Emater/RS-Ascar (ESREG POA) é composta de cinco Conselhos Regionais de Desenvolvimento Rural (Coredes) e 72 municípios. Deste total, 69 possuem escritórios locais da Emater/RS-Ascar.

Esta região acumula em torno de um terço da população do Estado, representando ao mesmo tempo um vasto mercado consumidor e uma ameaça devido à pressão econômica expressa pela forma de ocupação imobiliária.

Nesta Região, a Emater/RS-Ascar presta assistência técnica e extensão rural e social para indígenas, quilombolas, pescadores profissionais artesanais e agricultores familiares. Em 2013 foram atendidas mais de 20 mil famílias de agricultores, 430 de indígenas e 414 famílias de quilombolas residentes em 14 diferentes comunidades. Já a extensão pesqueira atendeu mais de 1850 famílias.

Na área de extensão rural indígena, foram beneficiadas 29 aldeias pelo Programa de segurança alimentar, no valor de R$69.613,00. Outras cinco aldeias estão inclusas no Projeto de Compensação Ambiental da BR-101 (DNIT/Funai), totalizando R$764.000,00 em investimentos para 52 famílias.

Para desenvolver ações com todos estes públicos a região contratou 36 novos empregados nas áreas administrativas e de extensão rural e social, bem como 11 estagiários para a área administrativa. Foram incorporados ainda ao grupo quatro novos ATRs e quatro supervisores à equipe regional.

Em 2013 a Emater/RS-Ascar intensificou as ações do Programa da Agricultura de Base Ecológica junto aos agricultores assistidos. Pelo Programa, foram capacitados 1.425 agricultores em teoria e práticas agroecológicas. Consolida-se, neste sentido, a assessoria as organizações de certificação, aos grupos de feirantes ecológicos, o intercambio de sementes crioulas, produção de leite a pasto, discussão de práticas alternativas nas culturas e resgate do uso de plantas bioativas. A adesão ao programa também foi ampliada para 3.611 agricultores cadastrados, de 2.590 famílias. Percebeu-se a intensa e qualificada participação dos agricultores nesta proposta, durante a realização do 1° Seminário Regional do Programa da Agricultura de Base Ecológico em Novo Hamburgo.

No total foram atendidos 437 famílias de pecuaristas em 22 municípios. Já a pecuária leiteira obteve resultados em 39 municípios da região, com 761 produtores atendidos (ate 15 de novembro). Deste total, 751 famílias estão vinculadas ao Programa Leite Gaúcho. O Programa objetiva aumentar a renda e melhorar a qualidade de vida dos agricultores de base familiar, através do aumento da produção, da produtividade e da melhoria da qualidade do leite, ofertando um alimento seguro e saudável à população.

Pelo projeto RS Biodiversidade foram aplicados R$ 200.000,00 em Mostardas, Palmares do Sul, Capivari do sul, Viamão, Barra do Ribeiro e Tapes. Nestes municípios 38 famílias foram beneficiadas com Subprojetos sobre Manejo e Melhoramento de Campo Natural ou Produção Orgânica e 3 famílias implantaram em suas propriedades Unidades Demonstrativas sobre Campo Natural, Butiazais e Sistema Silvopastoril. Pelo projeto foram realizadas ainda três oficinas sobre educação ambiental e quatro Dias de Campo sobre Manejo de Campo Natural.

Também está sendo executado pela instituição o Programa Fomento à Inclusão Produtiva para Agricultores Familiares, integrando o Plano Brasil Sem Miséria. Estão sendo atendidos por este programa 700 famílias do meio rural de sete municípios, que recebem R$ 50,00 a mais no Bolsa Família, através do RS Mais Renda do governo estadual, e mais R$ 2.400 em projeto produtivo, que tem recursos provenientes do MDA e MDS. A segunda etapa deste convênio inclui 500 famílias de agricultores de Rolante, Taquara, Santo Antônio da Patrulha, Triunfo, Caraá, Itati, Mampituba, Maquiné, Mostardas, Palmares do Sul, Terra de Areia, Barra do Ribeiro, Mariana Pimentel e Sentinela do Sul. Além disto, famílias de indígenas de Porto Alegre, Viamão e Riozinho, Caraá, Maquiné, Osório, Palmares do Sul, Torres, Barra do Ribeiro e Camaquã serão beneficiadas.

Os extensionistas da região também estão trabalhando na Chamada Pública para Promoção da Agricultura Familiar Sustentável, conhecida como a Chamada Pública da Sustentabilidade, que tem como meta o atendimento a 3.200 famílias de Dom Feliciano, Amaral Ferrador, Camaquã, Canguçu, Chuvisca, Cristal, Encruzilhada do Sul, Pelotas, Piratini, São Lourenço do Sul e Turuçu. Além disto, estão sendo atendidas 500 famílias de pecuaristas familiares pela Chamada Pública do Leite.

O ESREG Porto Alegre elaborou 2645 projetos de financiamento pelas linhas de crédito previstas no Plano Safra do Governo Federal, totalizando mais de R$ 80 milhões em investimentos e custeio em 2013.

Foram protocolados e receberam certificado, 49 planos socioassistenciais junto aos conselhos municipais de assistência social no ESREG POA.

Em 2013 foram realizados no Centro de Treinamento de Agricultores de Montenegro (CETAM) cursos na área de bovinos leite, agroindústria, irrigação, piscicultura, lã e sistemas de produção de base ecológica (meliponicultura, homeopatia e horticultura agroecológica), totalizando (até 15 de novembro), 41 cursos para 624 pessoas. Também foram contabilizadas outras 1101 pessoas presentes em outros eventos como dias de campo, reuniões e demonstrações de métodos. Estas ações envolveram, principalmente, agricultores e pecuaristas familiares.

Em 2013 foram realizados no Centro de Treinamento de Agricultores de Montenegro (CETAM) cursos na área de bovinos leite, agroindústria, irrigação, piscicultura, lã e sistemas de produção de base ecológica (meliponicultura, homeopatia e horticultura agroecológica), totalizando (até 15 de novembro), 41 cursos para 624 pessoas. Também foram contabilizadas outras 1101 pessoas presentes em outros eventos como dias de campo, reuniões e demonstrações de métodos. Estas ações envolveram, principalmente, agricultores e pecuaristas familiares.

Já a Unidade de Cooperativismo/UCP-Porto Alegre está dando apoio e desenvolvendo ações junto à 7 cooperativas e associações de agricultores familiares através da Extensão Cooperativa. Além disto, outras 14 cooperativas das regiões de Porto Alegre e Caxias estão recebendo orientação para organização e fortalecimento visando o mercado da merenda escolar, através de duas Chamadas Públicas do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Gerência

Ademir João Santin – Gerente Regional

É Técnico em Agropecuária e iniciou na Emater/RS-Ascar em Santa Cruz do Sul/RS em 1981, onde permaneceu até 2008. Em 2013 transferiu-se para Torres onde permaneceu desenvolvendo ações com indígenas, agricultores familiares e pescadores.

Air Nunes dos Santos – Gerente Adjunto

O Técnico Agrícola e Advogado ingressou na Ascar em 1976. Foi extensionista em Muçum, Antônio Prado, Barra do Ribeiro e Gravataí, dedicando-se ao desenvolvimento de ações em horticultura, fruticultura e educação ambiental. Nos últimos 12 anos atuou junto ao movimento sindical, assumindo a presidência da Federação Intersindical dos Profissionais Liberais do Rio Grande do Sul por dois mandatos. Também foi diretor da Confederação Nacional dos Profissionais Liberais (CNPL) e vice-presidente do SINTARGS.