Emater de A a Z

Sobre a EMATER

Detalhe Noticía

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
15/03/2013

Governador participa de Abertura da Colheita do Arroz Agroecológico em Viamão

O governador Tarso Genro participou nesta sexta-feira (15/3) da 10ª Abertura da Colheita do Arroz Agroecológico. A cerimônia contou com mais de 1,5 mil pessoas e foi realizada no maior assentamento do Estado, Filhos de Sepé, em Viamão. Durante o ato, foram assinados dois convênios que preveem investimentos de R$ 1,7 milhão.

Um deles é referente à entrega de uma retroescavadeira, no valor de R$ 230 mil, proveniente do convênio entre Governo do Estado, Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e Cooperativa Central dos Assentamentos do Rio Grande do Sul (Coceargs). O outro, de R$ 1,5 milhão, prevê a inclusão da Cédula do Produtor Rural (CRP) para a criação de uma conta de estoque para agricultores da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre Ltda (Cootap) e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O governador destacou as medidas aplicadas pelo Estado para o desenvolvimento da Reforma Agrária no RS. "As diversas políticas públicas criadas para a Reforma, a organização dos movimentos sociais, a produção dos alimentos e a concepção da importância de um alimento mais saudável foram etapas que vencemos".

Acompanhado do secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Ivar Pavan, e do ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, Tarso valorizou a participação dos movimentos sociais. "É fundamental termos esses grupos bem organizados".

Investimentos
Para o secretário Ivar Pavan, os resultados refletem o trabalho do Governo à frente da Reforma Agrário do Estado. "Nunca antes na história do Rio Grande do Sul um governo investiu tanto em Reforma Agrária. O Plano Safra de 2011/2012, por exemplo, apoiou em mais de R$ 6 milhões as cooperativas e prefeituras através de convênios para infraestrutura básica dos assentamentos".

Pavan destacou ainda a anistia de dívidas dos agricultores e o Decreto que garantiu a criação de um Grupo de Trabalho com ênfase nas famílias acampadas. "Já podemos comemorar, pois a nossa renda bruta será 20% maior do que a supersafra que tivemos em 2011. Isso em razão do melhor preço, das condições climáticas favoráveis, das políticas públicas e dos avanços tecnológicos".

O ministro de Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, reforçou o seu comprometimento em trabalhar para alinhar a parceria entre governos Estadual e Federal e garantiu que o objetivo é zerar as famílias acampadas no Rio Grande do Sul. Vargas afirmou que as prefeituras terão de assumir compromisso com os governos sobre o uso das máquinas cedidas. "Estamos doando para prefeituras de municípios com até 50 mil habitantes retroescavadeiras e motoniveladores, visando melhorar as estradas que ligam os assentamentos. Para tanto, exigimos a fiscalização e o comprometimento dos municípios".

Colheita
A colheita é promovida pelo Grupo Gestor do Arroz Agroecológico, que desde 1999 desenvolve a produção do arroz agroecológico nos assentamentos da reforma agrária do Estado. O representante do Grupo, Émerson Giacomelli, destacou a evolução na produção do arroz. "Antigamente tínhamos uma área de 467 hectares para a safra, hoje já são mais de 3,4 mil hectares". Ampliar a atuação e o espaço físico é uma das prioridades da Coceargs. "Temos o objetivo de produzir nossa própria semente e ter um espaço destinado exclusivamente ao armazenamento", afirmou Giacomelli.

Texto: Ascom/SDR
Edição: Redação Secom (51) 3210-4305

voltar                                                                                                                                                                                                                              todas notícias