Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de cookies

Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
25/11/2021

São Martinho da Serra realiza dia de campo sobre Forrageiras Tropicais

Na terça feira (23/11) foi realizado um dia de campo sobre Implantação e Manejo de Pastagens Perenes Tropicais na propriedade da Família Fogiatto, na localidade de São Francisco, no município de São Martinho da Serra, com o objetivo de levar informações para pecuaristas familiares do município e região. O evento faz parte das ações conjuntas da Emater/RS-Ascar com a Secretaria Estadual de Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e teve o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e do Sicredi Região Centro RS.

Foram apresentadas três estações, que abordaram os temas manejo de pastagens perenes tropicais e as vantagens do pastoreio rotativo, pelo agrônomo e assistente técnico regional de Organização Econômica da Emater/RS-Ascar, Roblein Cristal Coelho Filho. Na sequência, o agrônomo e chefe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de São Martinho da Serra, Wagner Capitânio Dierings, abordou a implantação, produtividade e qualidade de espécies forrageiras tropicais. E na terceira estação foi apresentado o projeto implantado na propriedade com as espécies Mavuno e Paredão (braquiária e panicum, respectivamente), pelo extensionista Wagner Capitânio Dierings e pelo produtor João Matheus Fogiatto, onde foram apresentados os resultados técnicos e econômicos do projeto.

"Com base nas discussões técnicas realizadas nas estações, a mensagem que fica é de que o segredo de uma boa forrageira está, antes de tudo, no correto manejo após uma boa implantação e uso de semente de qualidade, resultando em viabilidade técnica e econômica. Como foi possível ver, as forrageiras perenes tropicais estão mostrando boa adaptação na região para suprir o déficit forrageiro do período estival", afirmou Roblein Cristal Coelho Filho.

"Saliento a qualidade do projeto e os dados apresentados. Esta é uma excelente alternativa para os pecuaristas familiares da região para verticalizar a produção e, ao mesmo tempo, usar essas espécies como estruturadoras do solo, pois têm demonstrado excelente adaptação e viabilidade de uso nos sistemas de produção para a pecuária de nossa região", pontuou Elusa Santos Andrade.

Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar - Regional de Santa Maria
Mateus de Oliveira
Estagiária Luana Ferreira Chies
imprensa@emater.tche.br
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
Instagram: @ematerrs
tv.emater.tche.br