Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de cookies

Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
14/10/2021

Seminário traz novidades para pauta ambiental em Serafina Corrêa

"O que é importante saber para controlar o borrachudo” foi o tema do seminário realizado na localidade de Silva Jardim, em Serafina Corrêa, na última sexta-feira (08/10), pelas secretarias de Saúde, através da Vigilância Ambiental, e de Meio Ambiente, com o apoio da Emater/RS-Ascar.

O evento contou com a presença do prefeito Valdir Bianchet e vereadores. Com a proximidade do verão, a propagação do borrachudo aumenta e é preciso preparar equipes para o controle do mosquito através de cuidados com o meio ambiente e da aplicação do larvicida biológico BTI. Por isso, o evento foi destinado aos aplicadores e comunidade.

O extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Eliazer Kosciuk, prestou orientações para garantir cuidados com rios, arroios e com as nascentes d’água. Apontou pontos da legislação que visam à proteção da natureza, e que podem nortear as ações dos proprietários em relação ao meio ambiente. Destacou a importância de proteger as matas ciliares, mostrando o quanto elas servem também para o controle do mosquito e a proteção das águas.

O biólogo Alessandro Aléssio detalhou as melhores formas de controlar a presença do mosquito respeitando a natureza, o ciclo de vida do inseto, os fatores que contribuem para a sua proliferação e a técnica de aplicação do BTI. Destacou a necessidade de avaliação dos locais de aplicação, a medição da água e a aplicação da dose correta.

O secretário de Meio Ambiente e responsável pela Agricultura, Rodrigo Marcon, manifestou sua preocupação com a aplicação eficiente e fará um trabalho de articulação com os municípios vizinhos para propor o tratamento com o BTI em data articulada regionalmente, buscando alcançar os melhores resultados possíveis.

Proteção de nascentes
A novidade apontada é a necessidade de elaboração de um programa para, através de orientação e incentivo público, motivar a proteção das nascentes de água, visando garantir água de qualidade para consumo nas propriedades rurais do município.

Salete Cadore, secretária de Saúde, disse que o incentivo a esse projeto que está sendo elaborado será um grande desafio e terá impacto sobre a qualidade de vida e a saúde das pessoas. A Vigilância Ambiental está analisando, junto com a Emater/RS-Ascar, um método para realizar de forma orientada e eficiente esse trabalho de proteção das águas.

A Vigilância Ambiental e parceiros do evento estão programando novo seminário, na sede do município, no dia 28 de outubro, contando com a presença de aplicadores de todas as comunidades e pessoas interessadas no assunto.


Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar - Regional de Caxias do Sul
Jornalista Rejane Paludo
repal@emater.tche.br
(54) 9 99768863 / (54) 3223-5633
www.emater.tche.br
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
Instagram: @EmaterRS
tv.emater.tche.br