Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de cookies

Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
08/06/2021

Sistemas agroflorestais garantem sustentabilidade econômica e ambiental das propriedades rurais

O Uso de Sistemas Agroflorestais para Recuperação de Áreas de Preservação Permanente, Reserva Legal e áreas de recarga na Agricultura Familiar foi a temática de uma palestra online proferida pela engenheira florestal da Emater/RS-Ascar, Adelaide Ramos, na tarde desta segunda-feira (07/06), dentro da programação da 24ª Semana do Meio Ambiente de Canela. O objetivo é demonstrar alternativas de boas práticas de conservação do solo e produção de água que integrem o componente florestal à produção de alimentos, como grãos, frutas e carne, e incentivar os produtores rurais a adotarem práticas ambientalmente sustentáveis em suas propriedades.

Destaca-se que em consonância com a legislação, a Assistência Técnica e Extensão Rural e Social vem trabalhando no seu dia a dia com a adoção de boas práticas de conservação do solo e de produção de água que visam à proteção, preservação e recuperação das Áreas de Preservação Permanentes (APPs), reduzindo sua degradação ou recompondo seus passivos, assim como o aumento da infiltração da água das chuvas no solo e a contenção da erosão que causam perda de solos e assoreamento dos cursos d’água para recarga dos aquíferos e das nascentes.

Neste contexto, a engenheira florestal do escritório regional da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul, Adelaide Ramos, destaca os sistemas agroflorestais, que além de auxiliarem na conservação do solo e na proteção de mananciais hídricos, também proporcionam um maior conforto térmico aos animais, pois fornecem sombra durante o verão e protegem o rebanho dos ventos frios no inverno. "A temperatura dentro de uma floresta pode ter uma diferença de 4ºC a 6ºC em relação ao campo aberto", justifica Adelaide. Além disso, segundo ela, na citricultura, as florestas podem auxiliar na redução da ocorrência do cancro cítrico, ao fornecer sombra aos pomares.

Os sistemas agroflorestais buscam a melhor utilização dos recursos naturais disponíveis, como a água, o solo e a luminosidade, sendo alternativas de manejo sustentável, pois possibilitam a otimização dos fatores de produção, como a mão-de-obra familiar. A integração do componente arbóreo com outras atividades produtivas promove a geração de renda, a garantia de segurança alimentar às famílias rurais e o aumento da biodiversidade na propriedade.

Além de todas estas vantagens, os sistemas agroflorestais são uma oportunidade para os agricultores familiares promoverem a adequação ambiental das propriedades ou posses rurais, conforme disposto na Lei 12.651/2012 do Código Florestal, que prevê que áreas de reserva legal e de preservação permanente podem ter intervenções sustentáveis através da implantação de sistemas agroflorestais.

Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar - Regional de Caxias do Sul
Jornalista Rejane Paludo
repal@emater.tche.br
(54) 9 99768863 / (54) 3223-5633
www.emater.tche.br
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
Instagram: @EmaterRS
tv.emater.tche.br