Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de cookies

Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
14/04/2021

Curso EAD de Produção de Morango em Substrato realiza aula inaugural

O Curso de Produção de Morango em Substrato na modalidade ensino à distância (EAD) teve a sua aula inaugural realizada nesta quarta-feira (14/04) por meio de live na plataforma Google Meet. Na ocasião, os cerca de 50 participantes de mais de 30 municípios tiveram o primeiro contato com os instrutores da qualificação, tomando conhecimento do histórico do cultivo, do panorama da produção de morango no Estado e dos desafios e potencialidades do plantio da fruta com redução ou livre de agrotóxicos.

Uma das capacitações mais tradicionais oferecidas pelo Centro de Formação de Agricultores de Teutônia (Certa), a qualificação conta com cerca de 90% de atividades práticas - um tipo de dinâmica que teve de sofrer adaptações em tempos de pandemia e de exigências sanitárias que impedem aglomerações. "O objetivo é suprir uma demanda reprimida que se formou com a paralização de encontros presenciais", destaca o coordenador do Certa e extensionista da Emater/RS-Ascar, Maicon Berwanger.

Assim, a forma encontrada pela organização da atividade foi realizar uma série de gravações prévias, em vídeo, nas unidades didáticas do Certa - local em que ocorrem as capacitações, onde os instrutores demonstram os temas de forma prática. "A ideia é que os participantes possam visualizar aquilo que se aborda", pontua Berwanger. No cronograma estão previstos quatro módulos, que totalizam 20 aulas, em que assuntos como fisiologia e manejo do morangueiro, controle de pragas e doenças e potencial produtivo e econômico da frutífera serão trabalhados.

A grade, destaca Berwanger, será bastante semelhante a dos cursos em modalidade presencial. Nesta primeira semana de atividade, os participantes poderão conferir materiais sobre estrutura produtiva e localização, condutividade elétrica e regulagem do condutivímetro e montagem, enchimento, alocação, furação e lavagem do substrato. Ao final de cada módulo haverá uma aula de "tira dúvidas", sendo que a primeira delas está prevista para o dia 19 de abril às 13h30. "Os demais módulos ocorrem de forma assíncrona, com os conteúdos permanecendo disponíveis na plataforma", observa Berwanger.

"Em linhas gerais o curso tem sido bastante procurado pelos agricultores, até mesmo por ser um cultivo em expansão em regiões como as de Lajeado e Soledade", explica o extensionista da Emater/RS-Ascar Lauro Bernardi, um dos instrutores da capacitação. Para Bernardi, a intenção é oferecer conhecimento teórico e prático para a condução da atividade, garantindo valor agregado e quebrando paradigmas no que diz respeito ao uso de produtos agroquímicos no morangueiro. "Para isso é importante que se tome conhecimento das ferramentas disponíveis para a produção limpa", avalia.

O presidente da Emater/RS Geraldo Sandri reforçou a importância do EAD como uma forma de adaptação àquilo que se convencionou chamar de "novo normal". "É um formato que exige disciplina e outro tipo de organização e estamos aqui para saudar os agricultores familiares que se desafiaram para esta qualificação", destacou. Os participantes receberão certificado ao final da qualificação. Dúvidas podem ser tiradas nos escritórios da Emater/RS-Ascar ou com a coordenação do Certa. A Emater/RS-Ascar realiza ações de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social de forma vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Lajeado
Jornalista Tiago Bald
tbald@emater.tche.br
(51) 99194-8872
www.emater.tche.br
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
Instagram: @EmaterRS
tv.emater.tche.br