Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de cookies

Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
06/09/2019

Trigo apresenta bom desenvolvimento no Estado

As lavouras de trigo apresentam bom desenvolvimento no Estado. De acordo com o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar, divulgado nesta quinta-feira (05/09), Cerca de 59% das lavouras encontram-se na fase de desenvolvimento vegetativo (perfilhamento e alongamento do colmo), 32% na fase de floração e 9% delas na fase de enchimento do grão. Nesta safra, a área estimada pela Emater/RS-Ascar para o cultivo do trigo é de 739,4 mil hectares. A área de cultivo de trigo no Rio Grande do Sul corresponde a 37% da área brasileira de plantio com o grão.

A área cultivada com canola, no Rio Grande do Sul, corresponde a 92,9% da área estimada para o Brasil, pela Conab, em agosto de 2019. A estimativa da Emater/RS-Ascar para o plantio da cultura nesta safra é de 32,7 mil hectares, com rendimento médio de 1.258 quilos por hectare. Entre as lavouras do Estado, 3% delas se encontram na fase de desenvolvimento vegetativo, 33% em floração, 55% na fase de enchimento do grão, 7% maduro por colher e 7% colhido. As regiões da Emater/RS-Ascar principais produtoras dessa oleaginosa são Santa Rosa, Ijuí, Santa Maria, Bagé e Frederico Westphalen, que correspondem a 93% da área cultivada com a canola no Estado.

A área cultivada com cevada no Estado corresponde a 36,6% da área estimada para o Brasil, pela Conab, em agosto de 2019. O levantamento aponta uma área implantada de 42,4 mil hectares, com rendimento médio de 2.073 quilos por hectare. Em 62% das lavouras, a fase é de desenvolvimento vegetativo, 28% delas estão em fase de floração e 10% na fase de enchimento do grão. De modo geral, o desenvolvimento das lavouras no Estado é considerado bom.

A área estimada pela Emater/RS-Ascar com plantio de aveia branca para grão é de 299,86 mil hectares, com produtividade esperada de 2.006 quilos por hectare. A área cultivada com aveia no RS corresponde a 78,8% da área estimada pela Conab para o Brasil (agosto/2019). No Estado, 18% das lavouras encontram-se na fase de desenvolvimento vegetativo, 36% em floração, 38% na fase de enchimento do grão, 5% maduro por colher e 3% das lavouras foram colhidas.

Já sobre as olerícolas, Na região Nordeste, região administrativa da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo, as lavouras de alho estão em estádio de desenvolvimento vegetativo. O desenvolvimento ficou prejudicado pela falta de umidade no solo, e vários produtores utilizaram equipamentos de irrigação nas lavouras. A chuva de sábado minimizou os problemas relacionados à baixa umidade do solo.

Na mesma região, as lavouras de cebola estão em fase de desenvolvimento vegetativo, com plantio e transplantio concluídos. O clima foi desfavorável devido à baixa umidade do solo, que afetou o desenvolvimento normal da cultura e favoreceu a ocorrência de mosca da cebola nas lavouras transplantadas. A falta de chuva fez com que vários produtores iniciassem a utilização de sistemas de irrigação nas lavouras; no sábado choveu 30 mm, favorecendo a cultura.

No Planalto Médio, o plantio da batata foi concluído, apesar da baixa umidade do solo. A área cultivada é 10% superior à da safra passada. Ainda não é possível avaliar os danos ocasionados pelas últimas geadas nas áreas plantadas precocemente. Muitos produtores realizaram irrigação das lavouras devido à falta de umidade; no entanto, sábado (31/08) ocorreu boa precipitação (30 mm), beneficiando o desenvolvimento da cultura.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar
Jornalista Taline Schneider
(51) 9 9918-6934 e 3216-9090
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
Instagram: @ematerrsoficial
tv.emater.tche.br