Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
12/12/2018

Avanços na produção orgânica do Noroeste gaúcho são destacados em Seminário

Mais de 130 pessoas vindas de 26 municípios participaram nesta terça-feira (11/12) da Plenária do Núcleo Missões da Rede Ecovida de Agroecologia e do Seminário de Produção Orgânica, Uso e Processamento de Frutas Nativas. O evento realizado no auditório do Instituto Federal Farroupilha, campus Santa Rosa, é resultado da parceria entre Associação Regional de Educação, Desenvolvimento e Pesquisa (Arede), Núcleo Missões da Rede Ecovida de Agroecologia, Emater/RS-Ascar, Unicooper, Cooperluz, Cresol, Cáritas e Rede Missioneira da Agricultura Familiar (Remaf).

Após saudação inicial de lideranças, o coordenador de projetos da Arede, Ademir Ribeiro do Amaral, explanou sobre o processo de certificação participativa, coordenado pelo Núcleo Missões da Rede Ecovida, enfatizando desafios e oportunidades. Na região já são 120 agricultores que possuem ou estão em processo de certificação de conformidade orgânica de seus produtos.

Em votação da plenária foi aprovada a incorporação do grupo de agricultores de Tuparendi, Terra Nostra, ao Núcleo Missões da Rede Ecovida. O grupo está em processo de transição com vistas à certificação de conformidade orgânica dos alimentos produzidos por seus integrantes. Também foram entregues os primeiros certificados ao grupo Sabor Missioneiro de Santo Ângelo, formado por agricultores e consumidores. Para a manutenção da certificação é necessário passar por um processo de revalidação anual.

O uso e as potencialidades das frutas nativas foram abordados pelo assessor técnico do Centro de Tecnologias Alternativas e Populares (Cetap), Alvir Longhi. A relação entre agroecologia e a produção de alimentos recebeu destaque na fala do engenheiro agrônomo César Alexandre Bourscheid, do grupo Celeiro do Núcleo Missões.

A programação da tarde foi marcada pela feira de troca de sementes e mudas, por palestra sobre agroindustrialização de hortaliças orgânicas produzidas no noroeste gaúcho, conduzida pelo professor da Unijuí, Doutor Raul Vicenzi, e por oficinas.

Oficinas de Produção Orgânica
Diferentes possibilidades de aproveitamento e agregação de valor receberam destaque na oficina de produção de sucos e polpas, coordenada pelo engenheiro agrônomo e integrante da Arede, André Camargo, e de sorvetes e picolés de frutas nativas, conduzida pelo representante da agroindústria do Assentamento Simon Bolívar, de Jóia, Igor Vassoler.

O preparo de alimentos com Plantas Alimentícias não Convencionais (Pancs) foi orientado pela extensionista social da Emater/RS-Ascar, Ivânia Polaczinski, e pela agricultora Rosane de Oliveira.

Insumos biológicos na agricultura foi o tema abordado na oficina conduzida pelo engenheiro agrônomo César Alexandre Bourscheidt.

Produção orgânica certificada
Produtores de 26 municípios das regiões Fronteira Noroeste e Missões, divididos em 12 grupos, optaram por produzir alimentos mais saudáveis e buscar a certificação orgânica de seus produtos.

O processo é coordenado, desde 2013, pelo Núcleo Missões da Rede Ecovida de Agroecologia. São parceiros no processo de estímulo à produção e certificação orgânica, Emater/RS-Ascar, Unicooper e suas cooperativas associadas, Agência Regional de Educação, Desenvolvimento e Pesquisa (Arede) e Rede Ecovida de Agroecologia.

A partir das visitas de vistoria, realizadas anualmente, são debatidos e avaliados os critérios que revelam se o contexto está adequado à legislação para fins de emissão de certificado e também do selo de produto orgânico, de acordo com a Instrução Normativa nº 46, de 6 de outubro de 2011, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Nos casos em que o parecer do Comitê de Verificação é positivo, o certificado de conformidade orgânica, válido por um ano, é expedido pela Rede Ecovida.

Além do certificado, o produtor que participa deste processo é autorizado a utilizar um selo orgânico para anexar nos seus produtos, o que também configura maior segurança ao consumidor em relação à procedência dos produtos.



Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional Santa Rosa
Jornalista Deise A. Froelich
dfroelich@emater.tche.br
(55) 3512-6665
(55) 9 9979-8195
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
tv.emater.tche.br