Notícias

Detalhe Notícia

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra
11/07/2018

Fagundes Varela recebe alunos de Zootecnia da Ufrgs

Em Fagundes Varela, a produção agropecuária é a base da economia, sendo responsável por 70% da receita municipal, e a bovinocultura leiteira se destaca como a atividade que mais envolve famílias no município. Nos últimos anos, uma política pública municipal, o Programa Impulsão Agropecuária, vem incentivando as famílias a investirem nessa e em outras atividades agropecuárias, e a Extensão Rural e Social vem fazendo esforços buscando a melhoria da eficiência técnica da produção de leite, incentivando especialmente o crescimento da produção intensiva à base de pasto.

Na segunda-feira (09/07), acadêmicos do curso de Zootecnia da Universidade Federal do Rio
Grande do Sul (Ufrgs) realizaram uma visita técnica a Fagundes Varela, como parte da disciplina de Fundamentos de Zootecnia, com o professor Harold Ospina Patino. A intenção foi conhecer o trabalho de produção de leite à base de pasto, desenvolvido por algumas famílias que atuam na atividade leiteira no município, como parte de um projeto de Extensão Rural da Emater/RS-Ascar.

Acompanhados pelo engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Leandro Ebert, os alunos visitaram quatro famílias participantes do GT Leite de Fagundes Varela, projeto desenvolvido com famílias integrantes do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, que possuem a atividade leiteira como fonte de renda familiar.

As propriedades visitadas foram as Unidades de Referência do Programa de Gestão da família de José, Ivânia e Tiago Binda, e da família de João Carlos Dalla Líbera e Márcia Roman, também Unidade de Referência do SisLeite; além da propriedade da família de Hilário, Joanete e Anilvo Dalla Líbera e a agroindústria Vivan, que produz os Laticínios Vó Elena, o primeiro queijo inspecionado pelo município de Fagundes Varela.

Ebert explica que no projeto GT Leite essas famílias buscam melhorias na eficiência técnica, produtiva, ambiental, social e econômica, ao trabalhar com um sistema de produção de leite à base de pastagens. “Todas essas famílias possuem resultados, seja de aumento de produção ou diminuição de custos, impactando diretamente na renda obtida com a produção de leite”, destaca.

De acordo com o engenheiro agrônomo, nas visitas, os alunos puderam refletir sobre os conhecimentos adquiridos em sala de aula e conferir, na prática, como a partir da utilização de técnicas adequadas para a produção à base de pastagens é possível alcançar alta produtividade, reduzir o custo do leite produzido e usar de maneira eficiente e sustentável os recursos que a agricultura familiar possui para a produção agropecuária.


Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar - Regional de Caxias do Sul
Jornalista Rejane Paludo
repal@emater.tche.br
(54) 9 99768863
(54) 3223-5633
www.facebook.com/EmaterRS
https://twitter.com/EmaterRS
www.youtube.com/EmaterRS
tv.emater.tche.br