EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS, A COMERCIALIZAÇÃO DE ALIMENTOS NÃO PARA. MAS ATENÇÃO PARA A PROTEÇÃO NECESSÁRIA.

Prezado agricultor, prezada agricultora:

Neste momento de crise sanitária mundial, as recomendações para as pessoas do mundo inteiro são ficar em casa e evitar contatos pessoais ao máximo. Mas pra que a gente possa fazer isso e evitar a multiplicação do contágio pelo coronavírus (Covid-19), os serviços essenciais, entre eles o abastecimento de alimentos, não pode parar.

Mas o mais importante é tomar medidas para que as atividades necessárias à comercialização dos produtos agrícolas sejam feitas com os cuidados de higiene pessoal, de objetos e de equipamentos para evitar o contágio pelo vírus e cuidar da sua saúde, da sua família, da saúde das outras pessoas envolvidas na atividade e a saúde daqueles que compram estes alimentos.

Por causa disso, nós da Emater/RS-Ascar, estamos aqui para oferecer um passo a passo a ser seguido para a comercialização, em especial nas feiras. As orientações estão focadas para higiene pessoal e manuseio de objetos e equipamentos a fim de evitar o contágio pelo coronavírus.

M U I T A A T E N Ç Ã O!
COM O CORONAVÍRUS, TODO CUIDADO É POUCO!
PERGUNTAS FREQUENTES

  • O QUE É O CORONAVÍRUS?

    É um vírus que causa uma doença chamada COVID-19 com sintomas respiratórios semelhantes a uma gripe, mas às vezes estes sintomas podem ser um pouco mais fortes.

  • QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

    Os principais sintomas são febre e tosse (geralmente seca). E quando a doença fica mais grave, podemos ter dificuldade para respirar. Fica tão difícil respirar que é necessário ir ao hospital e fazer respiração artificial, com a ajuda de uma máquina.

  • A GENTE PEGA O CORONAVÍRUS COMO SE PEGA GRIPE?

    Sim, o contágio pelo vírus ocorre do mesmo jeito que acontece com as gripes comuns: contato físico, estar no mesmo ambiente da pessoa gripada, tocar olhos, nariz e boca com as mãos, usar os mesmos objetos pessoais e tocar superfícies contaminadas (maçanetas, balcões, cadeiras, roupa

  • POR QUE É TÃO GRAVE, já que é só um tipo de gripe?

    O grave do coronavírus é o seguinte: a gripe comum contagia UMA em cada DEZ pessoas. Mas o coronavírus contagia OITO a cada DEZ pessoas. Aí, imagine que todas essas pessoas venham a ficar gravemente doentes num mesmo espaço de tempo, em uma mesma cidade, por exemplo; resultado: não haverá leitos e equipamentos pra atender todo mundo.

  • ENTÃO, O QUE FAZER?

    É necessário que a gente passe a fazer muitas coisas no nosso dia a dia com atenção redobrada, como as práticas de higiene pessoal e os cuidados no contato de relacionamento com as pessoas da nossa família, empregados e colaboradores da propriedade, vizinhos, prestadores de serviço, clientes.

    A recomendação mais importante das autoridades sanitárias é FICAR EM CASA, e só sair para espaços de circulação pública em caso de extrema necessidade, tomando todos os cuidados com a higiene pessoal e para evitar contato físico com as pessoas.

MAS PARA QUE OS ALIMENTOS CHEGUEM AO CONSUMIDOR,
É NECESSÁRIO VIAJAR!
ENTÃO, PRESTE ATENÇÃO AOS CUIDADOS!

A primeira coisa, a saber, é a seguinte: se estiveres com tosse e/ou febre, não viaje, fique em casa, e se essa febre persistir mesmo com auxílio de antitérmicos (medicamentos) e/ou tiver dificuldade para respirar, procure atendimento numa unidade de saúde.

Se não estiveres os sintomas acima, prepare-se para a atividade.

Os cuidados de sempre não serão suficientes; serão necessários cuidados a mais, prestando muita atenção em diferentes pontos que têm a ver com o preparo e o transporte de produtos agrícolas para a comercialização.

Assim, todos os envolvidos na atividade devem observar as recomendações que seguem.

KIT VIAGEM: para sua viagem, é necessário levar utensílios e materiais que não foram necessários até agora

  • Conjunto 1 - pra higienização pessoal: álcool 70% (gel ou líquido), panos limpos, papel toalha/ papel higiênico e sabão líquido.
  • Conjunto 2 - pra higienização dos objetos: álcool 70% (gel ou líquido) panos limpos, papel toalha/papel higiênico e sabão. Se não houver álcool, se pode utilizar uma solução de hipoclorito de sódio 0,1 a 0,2% (1 litro de água filtrada ou fervida + 2 colheres [de sopa]de água sanitária/alvejante).
  • Conjunto 3 – pra ti: alimentos e bebidas – isso ajuda a evitar paradas e contatos com agrupamento de pessoas; copos e demais utensílios pra alimentação. O importante é que esses objetos não sejam usados por outras pessoas.

    Pra viagem e para a feira, use uma roupa que cubra a maior área do corpo; evite manga curta, bermudas e chinelos; use um boné. Leve também um muda de roupa limpa e um calçado
  • Conjunto 4 – pra comercialização: canetas, calculadora e maquininha de pagamento a serem utilizadas apenas por uma pessoa, evitando passar esses objetos de mão em mão. Saquinhos plásticos que possam cobrir a mão, a serem oferecidos aos clientes.

ANTES DA FEIRA

  1. CUIDADOS PARA O VEÍCULO – cuide dele também!
    • A direção, a alavanca de câmbio e o freio de mão; o painel, o retrovisor interno e externo, a portinhola do porta-luvas, as portas do furgão e a parte interna do baú: tudo precisa ser bem limpo antes de ir pra feira.
    • Essas superfícies podem deixar o vírus ativo por dias. Assim, limpe tudo usando álcool a 70% com papel ou pano limpo ou com a solução clorada que sugerimos logo acima neste material. Não reutilize esse material depois de usado.
    • Reduza ao máximo o número de pessoas dentro da cabine do veículo.
    • Mantenha a cabine ventilada.
  2. CUIDADOS PARA UTENSÍLIOS E EQUIPAMENTOS
    • usados na comercialização de alimentos. Facas, caixas de produtos, balanças, coberturas plásticas das bancadas: lave tudo com água e sabão.
  3. CUIDADOS COM O ALIMENTO QUE SERÁ COMERCIALIZADO
    • Embale os produtos em embalagens descartáveis. Isso vai facilitar a exposição dos produtos na banca.
    • Organize os produtos embalados em caixas.
  4. CUIDADOS PARA TI – se cuide bem!
    • Se for possível, tome banho e use roupas limpas antes de começar o preparo da feira. Mas se não for possível, a regra geral é lave bem as mãos e os punhos! Se não houver água e sabão líquido por perto, daí use álcool gel 70%.
  5. CUIDADOS DURANTE O TRAJETO
    • Durante a viagem, mantenha o veículo ventilado, e faça o possível pra evitar conversas desnecessárias e contato físico entre motorista e passageiros. Reduza ao máximo o número de pessoas no veículo.
    • Não dê carona.
    • Separe o dinheiro pra pagar o pedágio e deixe numa embalagem fechada.
    • Evite ao máximo fazer paradas no trajeto. Mas se não tiver jeito, se for necessário contatar com alguém, mantenha distância de pelo menos um metro e meio a dois metros da pessoa com quem vais falar e não troque apertos de mão e abraços, por mais que a pessoa seja querida.
    • Evite ao máximo usar os banheiros públicos e cozinhas coletivas; se não tiver jeito, adote as medidas de lavar as mãos e punhos, só usar seus objetos pessoais e não tocar em qualquer superfície com nenhuma parte do corpo.
  6. CUIDADOS NA MONTAGEM DA BANCA
    • Reduza, ao máximo, o número de agricultores em cada banca.
    • Combine com os demais feirantes para reorganizar o espaço da feira, reduzindo ao máximo o número de bancas ou ampliando o espaço destinado para cada banca na área da feira. Isso é necessário, pois permite maior espaço de circulação e distanciamento entre a clientela em compras e entre seus colegas agricultores das bancas vizinhas. Deve haver um espaço de pelo menos um metro e meio a dois metros de distância entre cada banca e entre as pessoas, durante os contatos pessoais na feira*.
    • Alguém deverá ficar responsável para coordenar o fluxo de clientes em cada banca; o ideal é de apenas um cliente por banca a cada vez.
    • Com o espaço da banca reduzido, sugerimos colocar na bancada apenas um exemplar de cada produto à venda. Isso favorece o uso eficiente do menor espaço disponível para a exposição dos produtos e evita o troca-troca de pacotes nas mãos dos clientes.
  7. DURANTE A FEIRA

    • Não ofereça degustação de produtos.
    • Higienize as mãos, sempre que possível, com sabão liquido e água corrente.
    • Converse apenas o necessário; evite tocar nas pessoas.
    • Não compartilhe a cuia de chimarrão, copos ou qualquer outro objeto de uso pessoal, inclusive a caneta, calculadora e a maquininha de cartão.
    • Após tocar em objetos, produtos e/ou pessoas, higienize as mãos com álcool a 70%.
    • Ao manusear dinheiro no recebimento/troco, coloque as cédulas de papel e as moedas em local separado, numa embalagem fechada; em seguida a cada operação, limpe bem as mãos com álcool gel.
    • Antes e após cada operação de pagamento, higienize também as maquininhas de cartão. Use papel descartável ou um pano limpo embebido em álcool 70%.
  8. CUIDADOS NO ATENDIMENTO AOS CLIENTES
    • Ofereça ao seu cliente um saquinho plástico que ele possa colocar na mão pra escolher e pegar os produtos da bancada.
    • Mantenha a cortesia e a gentileza no atendimento, mas mantenha distância e evite conversas desnecessárias com a clientela.
    • Evite tocar os clientes no troca-troca de dinheiro e de sacolas.
    • Sempre que possível, anote o contato de seu cliente e verifique a possibilidade de entrega de cestas por encomenda.
Baixar Informe

Fontes consultadas:

BRASIL. Ministério da Saúde. CORONAVÍRUS: COVID-19. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/. Acesso em: 26 mar. 2020.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTADORES AUTÔNOMOS (CNTA). CORONAVÍRUS. Disponível em: https://cnta.org.br/cntaapresenta- informacoes-importantes-para-seguranca-dos-caminhoneiros-contra-o-coronavirus/. Acesso em: 26 mar. 2020.

COMISSÃO DA PRODUÇÃO ORGÂNICA DO RS (CPOrg/RS); CONSELHO DE FEIRAS ECOLÓGICAS DE PORTO ALEGRE (CFEMPoa). Recomendações para prevenção ao contágio e propagação do novo Coronavírus (COVID 19). [março de 2020].

CORONAVÍRUS: como fica a segurança do motorista que não pode parar? O Carreteiro, São Paulo. Disponível em: https://www.ocarreteiro.com.br/coronavirus-como-fica-a-seguranca-do-motorista -que-nao-pode-parar. Acesso em: 26 mar. 2020.

PORTO ALEGRE. Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Diretrizes de enfrentamento do Coronavírus pelas feiras ecológicas de Porto Alegre. 20 de março de 2020. RIO GRANDE DO SUL. Secretaria Estadual da Saúde. Coronavírus. Disponível em: https://saude.rs.gov.br/coronavirus/. Acesso em: mar. 2020.