Emater de A a Z

Área Técnica

Plantas Bioativas

Separador vertical Imprimir esta página Separador vertical Diminuir letra Aumentar letra

Apresentação da área: A Ater do Rio Grande do Sul, a partir de 2005, também emprega o termo plantas bioativas por entender, como outras instituições que atuam no seguimento, que a ação de tais plantas é muito mais ampla do que apenas seu uso como planta medicinal, pois se refere à capacidade das plantas de produzirem compostos ou substâncias que interferem ou alteram o funcionamento orgânico dos seres vivos (pessoas, animais ou outros vegetais), incluindo assim plantas com propriedades medicinais, aromáticas, condimentares, nutracêuticas, insumos para agricultura de base ecológica, sem contar que algumas podem se enquadrar como plantas tóxicas e, dessa forma, exigir precaução em sua utilização.

O uso e o conhecimento das plantas medicinais, aromáticas e condimentares fazem parte da cultura popular e constituem-se em um patrimônio imaterial do povo gaúcho. A Emater/RS-Ascar, compreendendo a abrangência do tema, tradicionalmente tem desenvolvido junto ao público assistido ações que enfocam os aspectos antropológicos, pedagógicos, ecológicos, econômicos e terapêuticos dessas plantas.

Sua ação pedagógica e de produção está estrategicamente baseada na prática do HORTO DE PLANTAS MEDICINAIS, AROMÁTICAS E CONDIMENTARES. Este tem propiciado o resgate e o aprendizado sobre o reconhecimento, o cultivo e a conservação de diferentes espécies desse conjunto de plantas para produção e consumo familiar e/ou comunitário e/ou escolar, assim como permitido a produção em escala comercial, de diferentes produtos, com base nos princípios da agricultura de base ecológica.

Dentre os objetivos propostos em seu plano anual de trabalho, para o exercício de 2012, a instituição planejou: a) estimular a inclusão da fitoterapia como prática de saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) amparada pela Política Nacional de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos e da Política de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde; b) fortalecer e qualificar a assistência técnica ao público beneficiário; c) desenvolver ações que promovam a preservação, o uso e a produção ecológica de plantas medicinais, aromáticas e condimentares; d) promover a troca de experiências sobre plantas bioativas, entre técnicos e agricultores.

Tais objetivos materializam-se nas seguintes metas a serem executadas pela ação dos extensionistas e suas parcerias: participar ativamente da organização da VII Reunião Técnica Estadual sobre Plantas Bioativas - capacitando extensionistas e assistidos em Plantas Bioativas, a partir da realização do evento e de minicursos; desenvolver atividades de resgate, identificação e cuidados no uso de plantas medicinais, aromáticas e condimentares; orientar a implantação e a manutenção de hortos comerciais; orientar a implantação e a manutenção de hortos comunitários; orientar a implantação e a manutenção de hortos domésticos; orientar a implantação e a manutenção de hortos escolares e promover a implantação das políticas públicas sobre plantas medicinais e fitoterápicos.

Destaca-se, nessa ação, a participação como membro efetivo da Comissão Executiva Intersecretarial de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Governo do Estado para, dessa forma, contribuir para a execução das ações propostas por essa comissão e a realização com as entidades promotoras da VII Reunião Técnica Estadual sobre Plantas Bioativas, cujo tema dará destaque à obra do técnico agrícola Luís Osório de Castro, que, com seu trabalho na Unidade de Pesquisa da Fepagro de Viamão, prestou relevante contribuição no conhecimento e na preservação desse patrimônio cultural do povo gaúcho. Estão previstas as seguintes atividades: capacitação de técnicos e agricultores em plantas medicinais; atividades de resgate, identificação e cuidados no uso de plantas bioativas; orientação na implantação e na manutenção de hortos comerciais, comunitário, doméstico e escolares assim como a promover a implantação das políticas sobre plantas medicinais e fitoterápicos no sistema de saúde.

Responsáveis pelas Informações

Ari Henrique Uriartt

Políticas Públicas

Estadual

Comissão Executiva Intersecretarial de Plantas Medicinais e Fitoterápicos

Emater/RS - Sistematização de Experiências

Centros de Treinamento que oferecem cursos de plantas bioativas e fitoperatia:

Centro de Treinamento de Agricultores de Nova Petrópolis - CETANP

Centro de Treinamento de Agricultores de Teutônia - CERTA

Centro de Treinamento de Agricultores de Canguçu - CETAC